Fale Conosco

A Câmara Municipal de Campina Grande (CMCG) realiza nesta terça-feira (13) às 19h30, no plenário da Casa de Félix Araújo uma Sessão Especial para a entrega do Título de Cidadão Campinense ao administrador de empresas Alexandre Almeida. A Propositura de autoria do vereador Laelson Patrício (PT) foi aprovada por unanimidade pelos parlamentares da Casa.  
A homenagem feita pelo Legislativo campinense reconhece a importância de uma pessoa que contribuiu muito para o desenvolvimento de Campina Grande. Com a Comenda, Alexandre passa a fazer parte do elenco de grandes homens que escolheram a Rainha da Borborema para morar, trabalhar e plantar seus sonhos, ao ponto de se tornarem filhos adotivos da terra.
Autor da Propositura, o vereador Laelson Patrício disse que a Comenda a ser outorgada pela Casa de Felix Araújo a Alexandre Almeida se traduz numa homenagem ao homem que sempre contribuiu para o crescimento e desenvolvimento de nossa cidade. “Para mim foi uma honra ter apresentado na Casa o Projeto de Lei propondo o Título de Cidadania para Alexandre Almeida, e o mesmo ter sido aprovado por unanimidade por meus colegas”, comentou.
Segundo Laelson, desde que veio morar em Campina Grande, Alexandre sempre procurou colocar os seus conhecimentos a serviço da cidade, tendo assim, dado significativa contribuição na gestão do prefeito Veneziano Vital do Rêgo. Apaixonado por Campina, administrador ocupou duas pastas na gestão atual – a Secretaria de Obras e Serviços Urbanos e Secretaria de Planejamento – tendo sido destaque pelos inúmeros projetos que ajudou a implantar e que ajudaram a elevar a qualidade de vida na cidade. “Sem dúvida foi um secretário atuante que deu grande contribuição para o sucesso do prefeito Veneziano Vital do Rêgo”, lembrou. 
O mais novo filho de Campina Grande teve participação direta e definitiva nas obras do município desenvolvidas a partir de 2005 como a construção da Vila Olímpica Plínio Lemos, construção da Nova Feira da Prata, implantação do revolucionário Projeto Vias Abertas e do Projeto Casa da Gente, construção do Terminal de Integração de Ônibus, construção do PAC do Araxá e de Bodocongó, dentre outras.
Feliz com a homenagem, Alexandre Almeida revelou que sempre se sentiu um campinense de coração. Visivelmente emocionado, disse que aprendeu a amar a cidade que tão bem lhe acolheu. Alexandre que hoje preside o diretório municipal Partido dos Trabalhadores destacou o lado hospitaleiro e criativo do povo campinense.
Disse ainda que conhece muito bem a história de Campina Grande desde a sua fundação, passando pelos importantes ciclos econômicos, até chegar ao ponto de despontar como capital do trabalho, e polo tecnológico. Da época da Chegada dos Tropeiros, passando pelo Ciclo do Algodão quando a cidade se tornou a segunda maior exportadoras do chamado “ouro branco, perdendo apenas para Liverpool na Inglaterra; até os dias atuais, Campina segundo Alexandre deu saltos no tempo. “É uma cidade que me acolheu muito bem e que me cativou. Eu tenho orgulho de morar aqui e agora me sinto mais feliz ainda de se tornar Cidadão Campinense”, comentou.
A Sessão Especial para a entrega do Título de Cidadão de Alexandre Almeida deve ser uma das mais prestigiadas da Casa. Amigos, familiares e admiradores devem lotar o plenário da Casa de Félix Araújo.
Biografia – Administrador de empresas, formado pela Universidade de Uberaba – UNIUBE, Alexandre Costa de Almeida nasceu no dia 26 de junho de 1961, em Minas Gerais, na cidade de Belo Horizonte.
Filho de Fábio Teixeira de Almeida e Vera Maria Costa de Almeida, aprendeu desde cedo a lutar para ser os sonhos virarem realidade. Seu pai é Engenheiro Civil, formado pela Universidade Federal de Minas Gerais e sua Mãe é Bacharela em Direito, formada pela Faculdade Milton Campos, sempre lhe ensinaram o caminho do bem.
Infância em Itabira – A Trajetória de Alexandre a começou em Itabira, Minas Gerais, cidade de Carlos Drumond de Andrade e da Companhia Vale do Rio Doce, empresa em que o seu pai trabalhou por mais de 30 anos. Lá viveu toda sua primeira infância, morando em uma Vila de funcionários da Cia. Vale do Rio Doce.
O fato da vila se encontrar em uma área rural possibilitou uma primeira infância em constante contato com a natureza, dividindo o espaço entre as árvores de eucalipto e as máquinas da Cia., que constantemente faziam prospecção mineral na região.
Entre os anos de 1967 a 1978 residiu na capital mineira, quando seu pai foi promovido na Cia. e transferido para Belo Horizonte. Lá cursou o 1o Grau nos colégios “12 de Dezembro” e “Promove” e o 2o Grau nos educandários “Arnaldo”, “Manoel Bandeira” e “Loyola”. Terminou o 2o Grau no Colégio “Brasileiro de Almeida” já no Rio de Janeiro.
Em 1979 mudou-se para o Rio de Janeiro, em função da promoção de seu pai ao cargo de Superintendente Comercial de Ferrosos da Cia. Vale do Rio Doce, onde iniciou seu curso de Engenharia Civil na Escola de Engenharia Veiga de Almeida.
Foi no Rio de Janeiro que teve seus primeiros contatos com a política, assistindo palestras de Leonel Brizola, então candidato a Governador, e assinando um manifesto pela criação do Partido dos Trabalhadores, no dia 1o de maio de 1979 na praça da Cinelândia, centro do Rio.
Retornou a Belo Horizonte no ano de 1984, após nova transferência laboral de seu pai e, consequentemente, de toda sua família, onde continuou seu curso de Engenharia Civil na PUC/MG, trancando-o para se dedicar ao novo trabalho na empresa de engenharia CIMCOP – Cia. Mineira de Construções e Pavimentação, atualmente denominada CIMCOP – Engenharia e Construções S.A.
Chefe de família exemplar, Alexandre se casou em 1988 em Maceió/AL, constituindo família e sendo presenteado com seus dois filhos, Arthur Monteiro Almeida em 1990 e Victor Monteiro Almeida em 1991, ambos estudantes de Direito em Maceió, Alagoas, onde vivem com a sua ex-esposa. Há sete anos Alexandre está casado com a advogada e empresária Ladjane Pereira de Mello.
O espírito empreendedor sempre moveu o engenheiro. Tanto é que  Maceió fundou a empresa Almeida Guerra Engenharia Ltda, fazendo obras para diversos Clientes importantes em Alagoas, Rio Grande do Norte, Sergipe, Bahia, Espírito Santo e Minas Gerais, tais como: Portobrás, Banco Nacional, diversas Prefeituras Municipais, Cia. Vale do Rio Doce, Bahia Sul Celulose S/A, dentre outros. Sua Construtora foi a primeira em Maceió a implantar uma escola de alfabetização de funcionários no canteiro de obras, bem como diversos programas de participação dos funcionários na gestão da empresa, em todas as regiões em que atuava.
A trajetória de Alexandre em Campina Grande também foi marcada por trabalho. Prova disso é que em 1992 ele fundou a empresa Poligran, passando a viver entre a cidade paraibana e Maceió. Na época foi o maior projeto de extração e beneficiamento de rochas ornamentais da região nordeste e um dos maiores do país. Posteriormente, em 1995, passou a atuar em Campina Grande como Consultor de um dos acionistas remanescentes da Poligran.
Ao conhecer Vital do Rêgo Filho em 1999, iniciou a sua aproximação da vida política, assessorando o amigo em diversas eleições bem como durante seus mandatos eletivos. A essa altura, a política já corria no sangue. Teve a sua primeira filiação partidária no PMDB em 2003, conjuntamente com os amigos Vital do Rêgo Filho e Veneziano Vital do Rêgo, que acabavam de se desfiliar do PDT.
Após a épica vitória de Veneziano na eleição de Prefeito em 2004, ele inicia a sua carreira política, já na formulação do planejamento do governo municipal e, posteriormente, na ocupação do cargo de Secretário Adjunto de Obras e Serviços Urbanos da Prefeitura.
Em 2006, ascendeu condição de titular da Secretaria de Obras e Serviços Urbanos do município, desenvolvendo uma das gestões mais eficientes da história da Secretaria, com participação direta e definitiva nas obras do município. Foi nomeado Secretário de Planejamento da Prefeitura Municipal de Campina Grande em agosto de 2009, aonde pode concluir o novo Plano Diretor da cidade e implantar o Conselho de Meio Ambiente do Município.
O PT – Ao perceber a sua vocação para a política, resgata a sua vontade pessoal dos idos de 1979 e filia-se ao Partido dos Trabalhadores em 2006, elegendo-se presidente Municipal em novembro de 2009. Em cumprimento ao novo código de ética do Partido dos Trabalhadores, entregou o cargo de Secretário de Planejamento do Município em março de 2010, para assumir a presidência do Partido.
Em fevereiro de 2012, é nomeado Assessor Parlamentar do gabinete do Senador Vital do Rêgo, vice-líder do Governo PT no Senado Federal, desenvolvendo paralelamente as suas responsabilidades como Presidente Municipal do PT, intensificando a campanha de crescimento do partido em Campina Grande e na Paraiba, com o apoio total da cúpula estadual e nacional do PT, bem como com a simpatia de todos os campinenses pela causa trabalhista.

Assessoria