Fale Conosco

A ânsia pelo poder do grupo do governador Ricardo Coutinho para tentar dominar as principais cidades do Estado já pode ser classificada como ‘fratricida’. O que dá pra notar é que dentro do PSB não mais existe um coletivo e sim um conjunto unitário onde o que pesa mais é a briga de egos.

É que depois do racha em João Pessoa, em que o prefeito Luciano Agra (PSB) foi derrotado e a vontade do ‘rei’ foi a que prevaleceu, agora o impasse foi também foi parar na Rainha da Borborema. O presidente municipal da legenda, Fábio Maia, vem trabalhando na tentativa de impor seu nome para vice do PSDB na cidade, em contrapartida, na base do sem querer querendo, vem tentando minar a vereadora Ivonete Ludgério (PSB), que também desponta como opção para ocupar a vice do grupo Cunha Lima.

Fábio Maia, como se não estivesse falando nada demais, veio a público lembrar que ‘por exemplo, que Ivonete não foi eleita pelo PSB e sim pelo PSDB’. A frase poderia ser tratada como um incentivo, mas na verdade não é.  Nas entrelinhas dá pra entender que Maia se coloca como o partidário, enquanto a colega pula de galho em galho e que, caso escolhida para vice, será o mesmo que o PSDB lançar uma chapa puro sangue, já que Ivonete é uma cria tucana.

Fabio Maia quer ser o indicado do PSB, quer impor sua vontade e vem como um trator passando por cima até mesmo dos colegas, sem medir as consequências.

CONCLUSÃO – o PSB depois de ter conseguido dominar João Pessoa e o Governo do Estado, agora quer dominar a Rainha da Borborema e fazer com que a Monarquia volte a imperar, em que a vontade do rei e dos seus vassalos seja sempre a vencedora.