Fale Conosco

Ministério do Planejamento divulgou o calendário de feriados nacionais e pontos facultativos em 2018. O ano que vem terá nove dias de feriado nacional e cinco pontos facultativos.

Segundo o Planejamento, as datas deverão ser seguidas pelos órgãos e entidades da administração pública federal direta, autárquica e fundacional do Poder Executivo.

A portaria não traz a lista feriados estaduais, como o aniversário de São Paulo ou Dia da Consciência Negra.

O Clube de Diretores Lojistas do Rio de Janeiro (CDLRio) criticou o excesso de feriados. Pelos cálculos do centro de estudos do CDLRio, o comércio do Rio poderá perder até 4,8 bilhões de reais em vendas com os feriados e possíveis ‘enforcamentos’ do ano.

Segundo o CDLRio, cada dia parado equivale a cerca de 405 milhões de vendas não realizadas. O mês mais prejudicado é novembro, com três feriados: Finados (sexta-feira), Proclamação da República (quinta-feira) e Consciência Negra (terça-feira).

Em nota, o presidente do CDLRio, Aldo Gonçalves, diz que as lojas de rua localizadas no centro são as que mais sofrem, já que a região fica praticamente vazia.

“Não somos contra os feriados em datas comemorativas. Somos a favor de que a sociedade civil organizada, empresários, líderes de classe e autoridades se sentem à mesa para discutir outras soluções que evitem tamanho desperdício”, afirma ele em comunicado.

Feriados de 2018

Ano terá nove feriados nacionais e cinco dias de ponto facultativo

Feriado Dia
Confraternização universal 1º de janeiro
Paixão de Cristo 30 de março
Tiradentes 21 de abril
Dia do Trabalho 1º de maio
Independência do Brasil 7 de setembro
Nossa Senhora Aparecida 12 de outubro
Finados 2 de novembro
Proclamação da República 15 de novembro
Natal 25 de dezembro
FONTES: Ministério do Planejamento

Pontos facultativos de 2018

Ano terá cinco pontos facultativos

Ponto facultativo Dia
Carnaval 12 e 13 de fevereiro
Quarta-Feira de Cinzas 14 de fevereiro
Corpus Christi 31 de maio
Dia do Servidor Público 28 de outubro
FONTES: Ministério do Planejamento