Fale Conosco

Ainda atravessando a pior crise de sua história, o açude Epitácio Pessoa, localizado na cidade de Boqueirão, na região do Cariri, aos poucos vai recuperando a sua carga e já começa a sair do estado crítico. O açude que ainda está no chamado “volume morto”, aatingiu nesta terça-feira (23) 5% da sua capacidade.

De acordo com os dados disponibilizados pela Agência Executiva de Gestão das Águas (AESA), o manancial está com 20.628.287 metros cúbicos e sua capacidade é de 411.686.287 m³. No mês de abril, o açude registrou o menor nível desde sua construção, registrando 2.9% de sua capacidade.

O presidente da AESA, João Fernandes, observou que a situação do manancial é grave e que só deve ser normalizada quando o reservatório atingir 20% da sua capacidade.

“Até os 5% ele está no estado crítico vermelho, agora ele entrou no amarelo, que é de 5% à 20%. Quando ele ultrapassar os 20%, serão 82 milhões de m³”, ponderou.

ANA – Ontem a Agência Nacional das Águas (ANA) publicou decisão que autoriza a Cagepa a captar um volume maior de água do açude Epitácio Pessoa, em Boqueirão.

Conforme a decisão, fica permitida a retirada de 1.100 litros por segundo de água do manancial.

No entanto, a retirada desse volume somente irá acontecer quando o açude atingir 8,2% da capacidade, e sair do volume morto.

O volume que está sendo captado atualmente é de 850 litros por segundo e o volume atual é de 4,9%.

Fonte: PBAgora