Fale Conosco

O ainda presidente estadual do PPS na Paraíba, José Bernardino abriu, literalmente, a caixa preta dos bastidores da política do Governo Ricardo Coutinho e acabou detonando o Secretário de Comunicação Nonato Bandeira, a quem classificou como o ‘Rei da Discórdia’.

Bernardino disse que é Nonato Bandeira o principal articulador do bombardeio ao PPS e também em tudo o que se passa na administração estadual.

“Toda discórdia é culpa de Nonato. Ele atua em todos os setores do Governo e mete o dedo em tudo. Ele não aparece, mas todo mundo sabe que ele é a sombra desse Governo”, detonou.

Bernadino ainda lamentou a rasteira que sofreu dentro do partido e que foi capitaneada por Nonato Bandeira. O dirigente ressaltou que foi acusado de fazer corpo mole quando estava fazendo o tratamento de um câncer.

“Vou acionar todos os que me caluniaram e que foram desumanos, pois se me ausentei não era porque eu estava fazendo corpo mole, eu estava tratando de um câncer”, alegou.

Bernardino deixou claro que não quer racha com o Governo Agra e, numa clara batida de pino, avisou que pode compor com o Governo do PSB em um possível 2º turno.

A declaração mostra que a rusga de Bernardino só mira um alvo – a queda de Nonato Bandeira. Essa, no entanto, não é uma tarefa fácil. Nonato é o administrador de uma verba de mais de R$ 17 mi da publicidade e pode fazer com que uma mentira se torne verdade, basta ser dita cem vezes nos vários meios de comunicação.

BOICOTE

Bernardino ainda revelou o boicote articulado por Nonato Bandeira para impedir uma reunião com o Governo Luciano Agra. Bernardino queria discutir o afastamento de membros do PPS que foram afastados injustamente, já que jamais tinha se empenhado tanto em um projeto político como foi o do PSB.