Fale Conosco

O presidente Jair Bolsonaro (PSL) afirmou na tarde desta segunda-feira (26/8) por meio do Twitter que, na manhã da próxima terça-feira (27/8), durante reunião com governadores da Amazônia, revelará o que chamou de “a verdade sobre o que os outros querem com a região”. Ele citou ainda o versículo 32 do capítulo 8 da bíblia, do evangelho de João 8:32, que diz “E conhecereis a verdade, e a verdade vos libertará”.Continua depois da publicidade 

Jair M. Bolsonaro@jairbolsonaro

– Amanhã, 27/ago, às 10h, em reunião com governadores da Amazônia, a verdade sobre o que os outros querem com essa rica região. Será um João 8:32 imperdível, transmitido em nossa LIVE.32,1 mil12:23 – 26 de ago de 2019Informações e privacidade no Twitter Ads9.540 pessoas estão falando sobre isso
A referida reunião tem por finalidade discutir acerca do desmatamento e das queimadas que têm assolado a região nas últimas semanas. 

De acordo com o Ministério da Defesa, até este domingo, dos nove estados que compõem a Amazônia Legal, sete tiveram a Garantia da Lei e da Ordem Ambiental (GLOA) autorizada pelo presidente Jair Bolsonaro. A partir da demanda, os estados do Acre, Amazonas, Mato Grosso, Pará, Rondônia, Roraima e Tocantins planejarão as ações de apoio das Forças Armadas às iniciativas já em andamento de combate aos focos de incêndio na região. 
Também nesta segunda-feira (26/8), Bolsonaro desdenhou da ajuda oferecida pelo presidente francês, Macron, questionando os objetivos em relação ao auxílio ambiental. 


“Macron promete ajuda de países ricos à Amazônia. Será que alguém ajuda alguém, a não ser a pessoa pobre, né, sem retorno (financeiro)? O que está de olho na Amazônia, o que eles querem lá há tanto tempo?”, questionou Bolsonaro. 


Ao lado do presidente do Chile, Sebastián Piñera, Macron anunciou nesta segunda o envio de 20 milhões de euros (cerca de R$ 91 milhões) para auxiliar o combate às queimadas, por meio do envio de aviões Canadair.