Notícias

Bolsa sobe e dólar opera em queda após pânico com Temer

O dólar continua a operar em queda de cerca de 2,5% nesta sexta-feira, cotado a 3,295 reais, após despencar com o pânico da véspera que tomou conta dos mercados financeiros brasileiros diante da repercussão negativa às denúncias envolvendo o presidente Michel Temer.

Já o Ibovespa, principal índice acionário brasileiro, operava em alta de 2,8%, aos 63.311 pontos nesta sexta-feira, depois de abrir com valorização de cerca de 3%.

Em destaque, as ações preferenciais (mais negociadas) de destaque que mais subiam era da Petrobras (+3,8%), Itaú Unibanco (+3,3%) e Vale (+2,2%).

Na véspera, o Ibovespa desabou 8,8%, com o pânico deflagrado após notícias de que Joesley Batista, um dos controladores do frigorífico JBS, gravou Temer concordando com pagamentos para manter o silêncio do ex-deputado Eduardo Cunha.

Na conversa, Joesley Batista confessou ter pago propina a um procurador da República para ter acesso antecipado a investigações que o envolvia, reclamou de nomeações para cargos importantes no governo, defendeu uma queda mais acentuada da taxa Selic e disse que “zerou” as pendências com Cunha.

O mecanismo de circuit breaker chegou a ser acionado na véspera, interrompendo os negócios por 30 minutos, algo que não acontecia desde outubro de 2008.

(Com Reuters)