Fale Conosco

O governador Ricardo Coutinho acusou o golpe hoje pela manhã no Palácio da Redenção, ao ser questionado por jornalistas sobre a reeleição antecipada de Ricardo Marcelo para a presidência da Assembléia Legislativa.

“Meu mandato de deputado acabou em 2004, por isso não tenho o que comentar ou opinar sobre as decisões dos parlamentares”, disse, sem querer se prolongar no assunto.

Não foi só evasivo. Foi chato mesmo! Antes da entrevista, impôs aos repórteres não fazer perguntas sobre política.

Claro que nossos coleguinhas não resistiram e provocaram Sua Excelência.

Pelo tom de sua irritação, ficou claro que ele não engoliu a reeleição de Ricardo Marcelo.

A verdade é que Ricardo não sabe responder a uma provocação de gente inteligente.

Tanto que perguntado sobre a polêmica das bandas de forró, defendeu Chico César e ao mesmo tempo foi incoerente.

“Estão querendo crucificá-lo. São questões de escolhas. O que nós (O Estado) defendemos é a democratização da cultura, onde devemos ouvir e da vez a todos os tipos de tendências”, falou.

E é? Como dar voz a todas as tendências se exclui as bandas de forró?

Com a palavra, o leitor.