Fale Conosco

Dom Eraldo Bispo da Silva, bispo Diocesano de Patos, enviou nota direcionada às câmaras dos municípios que compõem a diocese tratando sobre a iniciativa dos vereadores para tornar a igreja como atividade essencial durante a pandemia, garantindo assim a abertura dos templos.

No texto, o religioso afirma reconhecer a atenção e a intenção favorável ao funcionamento da igreja em meio as atuais restrições, mas destaca que o momento atual não permite reivindicações com objetivo de favorecimento particular.

“Há um apelo coletivo que nos compromete no serviço à vida de todos; não é hora de lutar em defesa de interesses de grupos, de pessoas ou de instituições, ainda que mereçam tais reconhecimentos. A prudência e o compromisso com a coletividade nos inspiram atenção e especial cuidado à vida”, escreveu.

Em outro trecho do documento, Dom Eraldo enfatiza a importância do serviço religioso em tempo de pandemia e deixa claro que não é um pedido da Diocese de Patos reconhecer a igreja como atividade essencial.

“Temos consciência da importância dos serviços da igreja, do culto, da oração e do apoio espiritual e por isso continuamos obedientes ao Evangelho e observando o que determinam as autoridades competentes”, ressaltou o bispo, que ainda descreveu o que para ele é essencial. “Essencial na presente situação é a solidariedade e a superação da pandemia”.

Leia a nota completa: