Fale Conosco

O PT é um partido tão diferente que até dialeto próprio tem. 

Por exemplo: quando os dirigentes se reúnem para um papo-cabeça não quer dizer que estejam pautando uma conversa inteligente e pular a cerca não é tema passional, mas político.

Na verdade, a guilhotina foi inventada no reinado de Luís XV, mas só foi aprimorada pelos petistas no Brasil, um partido que já é PHD em bigamia política.

Aliás, nunca vi um partido pra cortar tanto na própria carne. 

Falando nisso, três membros do PT, Walter Aguiar, Marenilson Batista, Antonio Barbosa e Carlos Alberto, podem ter a “cabeça cortada” na tarde de hoje (31) por declararem apoio ao governador Ricardo Coutinho (PSB). 

Membros do PT avaliam hoje às 17 horas o pedido de punição aos membros em questão. 

Todos são considerados dissidentes por não seguirem o posicionamento petista de apoiar, no pleito passado, o candidato à reeleição pelo Partido Movimento Democrático Brasileiro (PMDB), José Maranhão, e por estarem ocupando funções na administração do governador Ricardo Coutinho (PSB), partido a quem o PT fez oposição nas últimas eleições de outubro.

Acho justo e sugiro que Walter Aguiar tenha direito a dizer qual o molho e em que tipo de panela as cabeças serão cozidas.

Até quando o PT terá double face?