Fale Conosco

O prefeito Berg Lima (PL) conseguiu, finalmente, formalizar a renúncia ao cargo conquistado nas urnas em 2016. Ele até tentou entregar a carta renúncia nesta segunda-feira (13), na Câmara Municipal, mas foi informado pelo presidente da Casa, Inácio Andrade, que o expediente havia acabado. O prazo para a entrega era até às 15h e Berg chegou à Câmara às 17h.

Com a decisão, o presidente da Câmara tem até 30 dias para convocar novas eleições. A previsão, com isso, é que a eleição indireta ocorra em no mínimo 60 dias. Atualmente, o cargo de prefeito é exercido pelo presidente licenciado da Câmara Municipal, Jefferson Kita (Cidadania).

Especula-se que Berg Lima tenta desesperadamente renunciar ao cargo e, por conseguinte, ao foro especial para fazer com que os seus processos passem a tramitar na Vara Criminal de Bayeux, saindo da esfera do Tribunal de Justiça, onde um dos relatores desses mesmos processos é o Desembargador Ricardo Vital, que teria pronto para despacho mais um mandado de prisão contra o já condenado prefeito bayeuxense.

Com a renúncia, todos os processos contra Berg Lima, que tramitam no Tribunal de Justiça, serão remetidos para o primeiro grau. Entre eles, o que resultou no afastamento do prefeito do cargo, o que trata da contratação de servidores fantasmas. O blog não conseguiu contato com a defesa do prefeito.