Fale Conosco

Ontem foi 1º de abril e o que para muitos é o Dia da Mentira, para os 418 concursados da Polícia Civil foi mais um dia de lutas para conseguir que a Justiça seja feita. 

Ontem por ordem judicial eles se formaram a mais uma vez se decepcionaram, pois o governador afiou para 21 de abril as possíveis nomeações. 

Mas, como tudo demais é muito, levou uma sonora vaia da platéia presente.  Tinha gente decepcionada, gente chorando, gente revoltada. Só não tinha gente conformada.

Leia abaixo o texto publicado no site dos concursados.

“Formados 418 novos PCs – Desempregados aguardam nomeação

Olá pessoal,

O dia 1º de abril de 2011 ficará na memória dos 418 formandos do 3º curso de formação da polícia civil.

As verdades ditas na formatura aos “esperançosos desempregados”, dão conta de que no dia 21 de abril de 2011 (dia do policial civil) será divulgado pelo Estado um cronograma com a programação das nomeações fracionada.

É isso, nas palavras de uma concursada o Estado “agora produziu um monte de desempregados, que largaram seus empregos para fazer esse curso de formação. Infelizmente um monte de gente frustrada que agora terá que aguardar a benevolência do estado. “

O que temos a fazer agora é continuar a lutar, judicialmente ou não, pois o “Estado está numa situação de desequilíbrio”, felizmente, nenhum concursado acredita nisto.

Os novos policiais à espera de boas notícias

O problema é que o concursado em sua formação é por si só uma pessoa esclarecida, preparada para rebater qualquer tipo de desculpa. O governador foi à solenidade com medo de haver alguma manifestação contra ele….Não governador, não iríamos estragar o dia da nossa vitória, de celebração da nossa conquista, estávamos encerrando um ciclo de muita luta, não chegamos ali à toa, estudamos, treinamos, passamos por etapas e mais etapas num concurso que já se arrasta há mais de 2 anos e finalmente ontem, nós poderíamos nos sentir com a sensação de DEVER CUMPRIDO, a nossa parte foi feita.

Cabe ao Estado no mínimo ter uma atitude de respeito ao nosso esforço, nos nomeando.

E agora? Quando?

Nas palavras de uma aprovado, “se o Estado está realmente quebrado então porque a criação de nova secretaria toda semana? Mais de 6.000 nomeações de comissionados, até meu cunhado e irmã e muitos outros que por apadrinhamento político conseguiram emprego. O problema é que concursado incomoda porque não deve favor na urna. Se o Estado tá quebrado como consegue:

Governo da Paraíba arrecada R$ 1,27 bilhão em apenas dois meses, Relatório publicado, ontem, no Diário Oficial do Estado (DOE), de responsabilidade da Controladoria-geral do Estado (CGE) aponta uma realidade: apesar do discurso de ‘terra arrasada’ do governador Ricardo Coutinho (PSB), a arrecadação de tributos e o fortalecimento das finanças estaduais apresentam bons resultados. Em relação aos recursos que a Paraíba recebeu do Fundo de Participação dos Estados (FPE), a Secretaria das Finanças já registra R$ 542,7 milhões. O volume de dinheiro relativo ao Imposto sobre Produção Industrial (IPI) chegou a quase R$ 2 milhões.

Já no tocante às chamadas transferências voluntárias da União, o Estado já emplacou R$ 564,4 milhões nos dois primeiros meses do ano. A Contribuição de Intervenção no Domínio Econômico (CIDE), o chamado ‘imposto do combustível’, que o governo federal repassa para os Estados para investimentos em malha viária, a Paraíba recebeu em janeiro e fevereiro R$ 6,4 milhões.” 

A sociedade espera, as nossas famílias (eleitores) esperam, os concursados esperam.

Que a justiça seja feita!