Fale Conosco

A coisa tá difícil até pra bandido e em Campina Grande eles agora estão assaltando até associação de moradores, como aconteceu ontem a noite nas Malvinas e levaram tudo que a diretoria tinha para ser levado.

Quem me informa é Jairo das Malvinas , líder comunitário bastante conhecido em Campina que, indignado com a falta de segurança pública, me dirigiu essa carta desabafando.

“Gente acabamos de ser assaltados colocaram armas em nossa cabeça, fizeram terrorismo, levaram 6 celulares , um notebook , dinheiro e documentação, agora as 21h, na sede da Associação de Moradores do Bairro das Malvinas, em plena Reunião de Diretoria Executiva , estamos em desespero, a falta de segurança pública esta um descontrole total, vamos amanha fazer um nota de repudio a Segurança Publica, não podemos mais se reunir para fazer reunião para trazer melhoria para o bairro, porque podemos levar tiros e morrer. Meu Deus aonde vamos para com essa situação”, desabafou emocionado e com bastante medo.

Sabe aquela máxima de que bandido não assalta perto de casa para não chamar a atenção, em Campina essa lógica não existe mais e os marginais seriam do próprio bairro, conhecedores dos horários e dias das reuniões da associação.

O maior bairro de Campina Grande, as Malvinas vivem dias de terror com a bandidagem assaltando casas e pessoas que trafegam nas ruas com celular ou qualquer outra coisa que lhes possam render dinheiro para comprar drogas.

Mas, segundo Jairo, isso só acontece pela complacência da política de Segurança Pública do Estado, que mantém poucas viaturas e as vezes nenhuma patrulhando aquele populoso bairro.