Fale Conosco

Não resta dúvida que a greve dos bancários é uma coisa que mexe com a vida de todos nós. Não adiantam as alternativas eletrônicas ou telefônicas, se você precisa de um crédito extra, renegociar uma dívida ou fazer um saque de grande monta terá que procurar um banco pessoalmente e em meio a greve isso é impossível!

O grande problema dos bancos é que eles querem lucrar sozinhos e os funcionários são obrigados a viver com um salário de fome. A relação patronal neste caso lembra a dos governos com os funcionários públicos, que vez ou outra também cruzam os braços.

Fico torcendo  todo dia para que o governador da Paraíba, Ricardo Coutinho, se sinta injustiçado e perseguido, como ele afirma estar sendo e resolva entrar de greve. Imagine o leitor de Ricardo entrasse de greve por tempo indeterminado…

Você, cidadão comum, nem notaria que o governador está de greve e este seria o primeiro problema do governo, provar que faz falta… Mas depois de alguns meses sem assinar alguns documentos a folha do estado ficaria parada, o duodécimo não seria repassado e os fornecedores reclamariam da falta de pagamento. Resumindo, governo só faz falta pelo mesmo motivo que os bancos, pelo dinheiro.