Fale Conosco

Um Boeing-737 da Air India Express com 191 pessoas — entre elas, dez crianças —, que ia de Dubai à Índia, se partiu em dois ao pousar no Aeroporto Internacional de Calicute, no estado de Kerala. Chovia no local do acidente que, segundo autoridades, deixou pelo menos 15 pessoas mortas e dezenas feridas. De acordo com a imprensa local, um dos mortos é o piloto.

A informação sobre as mortes foi confirmada pelo chefe da polícia do estado de Kerala — onde fica Calicute. Segundo ele, pelo menos quatro passageiros ficaram presos nos destroços. O voo AXB1344 trazia indianos que haviam ficado presos no exterior devido à pandemia do coronavírus, quando fronteiras foram fechadas.

O acidente ocorreu por volta das 19h40 (horário local), quando a aeronave aterrissava. Chovia muito e o avião deslizou ao chegar ao final da pista, caindo num vale, segundo as autoridades. Nas redes sociais, usuários publicaram imagens do avião partido, com equipes de resgate atuando sob a chuva.

Em entrevista à agência de notícias Reuters, A. C. Moideen, um ministro de Kerala, informou que estava a caminho do aeroporto para liderar o trabalho de resgate.

De acordo com a imprensa local, chove muito em Calicute, e os voos costumam ser transferidos para outros aeroportos nestas condições. No entanto, não foi o que aconteceu neste caso.

Em maio de 2010, 158 pessoas morreram quando um avião da mesma empresa ultrapassou a pista no aeroporto da cidade de Mangalore, na Índia, e caiu.

A informação é do O Globo