Fale Conosco

Na manhã deste sábado (03)um morador da cidade do Conde, no Litoral Sul da Paraíba, registrou o momento em que o padre Luciano foi conduzido à delegacia do município. Durante a sua prisão o sacerdote defendeu que estaria sendo conduzido à delegacia após mandar que o cruzeiro que fica em frente da igreja fosse pintado.

“Eu estou sendo preso. A prefeita mandou me prender. Eu troquei a pintura do cruzeiro que é da a paróquia. É uma coisa absurda. A gente fica de boca aberta diante dos desmandos, da arbitrariedade, do autoritarismo. Mas também existe um viés comunista nisso. Nós sabemos que quem é comunista odeia padre, odeia igreja, odeia tudo que é religioso, persegue, não tem caridade por ninguém. Eu estou no meu direito e vou à delegacia e comparecer diante das autoridades para conversar sobre isso, afirmou o padre.”