Fale Conosco

Um grupo de vereadores de Bayeux teria sido obrigado a assinar cartas renunciando seus mandatos como forma de assegurar a fidelidade e impedir que eles migrem para outra candidatura na eleição da próxima Mesa Diretora da Casa. No documento, as motivações são justificadas como sendo de ordem pessoal, de forma livre e espontânea, sendo, inclusive, de caráter irrevogável.

Além de eleger a mesa diretora da Câmara, o grupo teria também o intuito de “derrubar” a prefeita Luciene Gomes (PDT), antes mesmo dela assumir o mandato, realizando assim a convocação de uma nova eleição municipal.

Falei sobre esse assunto e sobre o assassinato do ex-prefeito de Bayeux, Expedito Pereira no programa 360 graus de hoje. Ouça na íntegra: