Notícias

Atirador que matou 27 nos EUA era aluno inteligente, aplicado, quieto e educado, dizem amigos

Mais uma tragédia praticada por um jovem considerado “boa pessoa”, mas tímido e com poucos amigos. Características semelhantes aos outros “atiradores malucos” dos massacres anteriores

Até agora, têm-se poucas informações sobre Adam Lanza, atirador que matou a mãe e  Pouco se sabe até o momento sobre Adam Lanza, o atirador que matou a mãe e outras 26 pessoas na escola Sandy Hook em Newtown, Connecticut, na última sexta-feira. Investigadores começaram a analisar a vida do jovem de 20 anos para descobrir os motivos que o levaram a abrir fogo contra as crianças. Os poucos amigos e conhecidos o descreveram como uma pessoa inteligente, educada e quieta.

Adam Lanza, que havia estudado em Sandy Hook e, de acordo com um livro da vizinhança, gostava de futebol americano, andar de skate e jogar videogame, não tinha nenhuma passagem pela policia.

O atirador, segundo uma foto que circula na internet, era muito magro. O jornal ‘The New York Times’, cita amigos, os quais dizem que Adam era inteligente, “mas nervoso e inquieto”. Será que essa sua personalidade foi formada devido a um sofrimento de bullying? Isso só saberemos depois das investigações, mas para ter praticado essa atrocidade contra crianças indefesas, tudo leva a crer que o garoto não foi muito bem tratado pelos coleguinhas quando estudava na escola e teria guardado uma grande mágoa.

Pois, ao contrário da maioria dos jovens de hoje, Adam fugia das redes sociais, não era de ter muitos amigos e até o momento não se encontrou nenhuma página no Facebook associada a ele. Sua foto sumiu do anuário de 2010 do colégio onde estudou o ensino médio. “Vergonha perante as câmeras”, diz o espaço vazio, segundo o NYT.

Um integrante da família disse aos investigadores que o jovem sofria de um tipo de autismo. Segundo a rede de televisão CNN, os pais de Lanza se divorciaram em setembro de 2009, quando ele tinha 17 anos. Peter Lanza, seu pai, casou-se novamente e morava em uma cidade próxima a Newtown.

Os vizinhos do atirador não tinham muitas informações para dar sobre o jovem, mas um colega de Lanza lembrou que o rapaz era muito inteligente. “Dava para dizer que ele era um gênio, definitivamente”, contou Alex Israel à CNN. Um motorista de ônibus o descreveu como “um garoto legal, muito educado”.

Segundo relatos, ele se vestia de forma mais formal do que os demais estudantes. Tim Arnone, que conhecia Lanza da escola, afirmou que ele frequentemente usava calças cáqui, camisas de botão e um protetor de bolsos. Eram membros do grupo audiovisual da Sandy Hook, e passavam o tempo livre jogando videogame no estúdio de televisão do colégio. “Era definitivamente o clube mais nerd da escola. Chamávamos de tech club. Tínhamos a nossa própria porção da sala”, contou Arnone, de 20 anos, à agência Reuters.

Arnone também disse que Lanza era “pressionado duramente”, especialmente por sua mãe, para ter sucesso na escola. “Ela o pressionava muito para ser mais inteligente e se esforçar mais na escola”, disse.

Outro ex-colega de Lanza, que pediu para não ser identificado, disse que o atirador não tinha muitos amigos. Segundo ele, Lanza era fã da cultura japonesa e colecionava “cards” do Pokémon. “Ele era uma criança muito quieta. Eu me lembro de ser seu único amigo na escola primária. Ele sempre foi um garoto muito legal, muito educado.”

Armas usadas

Dono de uma empresa de paisagismo, Don Holmes afirmou que a mãe de Adam era colecionadora de armas de fogo. “Ela disse que frequentemente levava os filhos para atirar”, contou Holmes. “Ela era muito legal, muito agradável e sempre muito reconhecedora de nosso trabalho”, completou.

De acordo com o porta-voz da polícia Paul Vance, “centenas” de balas foram encontradas na escola Sandy Hook. O atirador, de acordo com a polícia, ainda tinha muita munição. As armas usadas pelo jovem assassino foram uma Glock 10 mm, Sig Sauer 9 mm, e um fuzil Bushmaster- usado em quase todas as mortes. Uma quarta arma foi encontrada no carro que ele dirigiu até a escola.

Também foi confirmado que a mãe de Lanza, Nancy, foi morta em sua casa.

Pela versão que tem sido noticiada, após atirar conta o rosto dela na própria casa, Adam dirigiu até a escola e foi bastante estratégico na realização do massacre, antes o caos antes de acabar com a própria vida.

Depois de mais uma tragédia praticada nos EUA, as perguntas surgem em nossas cabeças: será que o assassinato da mãe foi em virtude do jovem não aceitar o divórcio dos pais e culpar a mãe por isso? Por que matar crianças indefesas que nada fizeram ao jovem monstro e atormentado? A única coisa que realmente já sabemos é que o garoto não “era normal”. Mas os verdadeiros motivos que o fizeram se tornar nessa criatura perturbada só saberemos depois de concluídas as investigações.

 

Fonte: G1