Calvário

Até quando Ricardo Coutinho vai debochar da Calvário, GAECO e imprensa?

Desqualificar quem lhe investiga e denuncia é uma prática comum na trajetória do ex-governador Ricardo Coutinho, que teve suas gestões vinculadas aos crines de corrupção e formação de quadrilha nos casos Cuiá, Jampa Digital, Desk, Gari Bebê, Gari Milionário, Merenda, Propinoduto Girassol e Calvário, entre outros mais.

Paralisando e anulando a imprensa investigativa ele moveu centenas de processos contra jornalistas e engarrafou os tribunais numa estratégia de amedrontar e cercear.

Quando as denúncias chegam aos tribunais ele sempre consegue se livrar e as falcatruas confirmadas por inquéritos da PF ou MP sempre são travadas nas tramitações e pareceres judiciais e julgamentos, sabe-se lá por quais motivos.

Hoje, na entrevista da TV Tambaú ele disse que não tem medo do trabalho investigativo e das provas que levantamos para o Judiciário apurar e de uma certa maneira deixou claro que não tem medo dos desdobramentos da Operação Calvário, que investiga o desvio de 1 bilhão pela Cruz Vermelha, como se sempre tivesse cartas na manga para na última hora escapar de julgamentos no TRE e TJ.

Que blindagem tão impermeável e inoxidável o ex-governador tem a ponto de bala de nenhum calibre atravessar sua couraça?

Dércio Alcântara

Tags: Tags: