Fale Conosco

Em meios as várias manifestações que ocorrem agora na Assembleia em virtude da sessão que discutirá, entre outras coisas, a demissão em massa promovida pelo atual governador Ricardo Coutinho (PSB), Gilson Nunes, consultor sindical da Associação dos Servidores Públicas das Regiões Norte/Nordeste (Aspreme), afirmou que ao término da sessão irá procurar o Ministério Público para oficializar novas denúncias contra a gestão de Ricardo.

Nunes explicou que a associação existe para garantir os direitos dos servidores e que a presidente, Tânia Feitosa, preparou um dossiê contendo todas as jurisprudências que amparam os servidores exonerados: “Nós nunca vimos algo parecido com o que está acontecendo na Paraíba, mas a Aspreme não vai ser omissa e vai lutar na justiça para garantir os direitos desses servidores.

De acordo com o consultor, a Aspreme denunciará também a “perseguição” dos funcionários efetivos, que estão sendo transferidos irregularmente para dar espaço aos apadrinhados políticos .

A Aspreme questionará a não publicização da lista de quem foi exonerado: “Por que não divulgaram a lista e deixaram que o servidor só soubesse que foi dispensado no dia que não recebeu o salário? Esse fato afeta, inclusive, o psicológico dos funcionários”.

As medidas serão tomadas e o consultor deixou o alerta para o governador nem perseguir e nem brincar com os servidores. Nunes foi taxativo: ” Os exonerados voltarão sob a força da justiça”.