Fale Conosco

A denúncia de Márcia Lucena, Ricardo Coutinho e outros integrantes da Orcrim Girassol trouxe à tona nesta sexta-feira (24) uma delação do ano passado na qual uma das delatoras da Operação Calvário, conhecida como Cláudia Camisão, detalha a entrega de R$ 40 mil em dinheiro desviado para a campanha de Márcia Lucena, na época candidata à prefeitura do Conde.

“Camisão” era sócia da empresa Dimpi – Gestão em Saúde LTDA. e teria entregue o valor pessoalmente, e em espécie, nas mãos do marido de Márcia Lucena, José do Nascimento Lira Neto, durante encontro no escritório particular da então secretária Estadual, Livânia Farias, de quem teria recebido o pedido e a orientação para a entrega do dinheiro.

A delação teria sido feita ao Grupo de Atuação Especial Contra o Crime Organizado (Gaeco), em um depoimento realizado no mês de agosto de 2019, durante a Operação Calvário. Assista:

Flagrante

A empresária Márcia Camisão teria se apresentado voluntariamente ao Ministério Público após a empresa Dimpi ter sido identificada como fornecedora de produtos com suspeita de superfaturamento para a Cruz Vermelha gaúcha e o para o Instituto de Psicologia Clínica, Educacional e Profissional (Ipcep).