Fale Conosco

Quando fiquei sabendo através do jornalista Felipe Patury,  da Revista Época,  que a secretaria de Comunicação contratou um consultor de imagem, especialista em crise,  para encontrar uma saída técnica e otimizar a imagem do governador Ricardo Coutinho, logo me veio a mente uma frase do ex-secretário de Comunicação Nonato Bandeira. 

Num encontro rápido e casual no restaurante Sonho Doce ele me disse que se uma gestão deixar colar o conceito que a oposição lhe impõe nos primeiros meses, depois pode gastar dinheiro de rodo que não se recupera.

A informação de que foi contratado um consultor português é de Pâmela Vieira Coutinho Bório, a primeira dama e em parte responsável pelo desgaste da gestão do marido, pelas bolas foras que chuta.

Tenho a impressão que as cicatrizes abertas pelas feridas que se espalharam nesta gestão levarão anos sem formar a casca e sarar.

A figura do governador é dificil e o consultor por mais gabaritado que seja fará com as mãos o que no mesmo dia o governador ou um dos seus auxiliares da área de comunicação desmanchará com os pés. 

Estela, a secretária de Comunicação de direito tem um delay congênito de 30 dias e a ficha roda a Secom todinha até cair. Só pensa na candidatura a deputada e não acrescenta nada na interação com RC por ser subserviente. 

Os dois operadores,  Fabiano Gomes e Luís Torres são egoistas, traoaceiros e cada um só consegue enxergar o próprio umbigo.

Fabiano só pensa na candidatura a deputado estadual e Luís empurra Estela e Fabiano à prancha sobre mar revolto e tubarões esfomeados, sonhando em virar o capitão do navio, ou seja: o novo secretário de Comunicação. 

Assim caminha essa gestão e se nem em casa RC consegue estancar o sangramento das feridas que maculam seu governo,  imagine fora da Granja.