Fale Conosco

O delegado Diego Garcia, da Delegacia de Roubos e Furtos da Polícia Civil da Paraíba, disse na tarde desta terça-feira, 30, que a travesti acusada de esfaquear o ex-jogador Warley, durante suposto assalto, foi presa, e nega que tenha tentado assaltar o atleta.

Em entrevista a Rádio Arapuan, o delegado afirmou que há informações conflitantes entre as versões da travesti e de Warley destacando que a investigação continua, “até que haja uma conclusão do que aconteceu”.

Informações extraoficiais dão conta que a travesti estaria mantendo relações sexuais com o atleta e não pagou pelo serviço prestado, gerando conflito, a travesti pegou o celular do ex-jogador da seleção brasileira como pagamento, teria sido agredida e reagiu apunhalando Warley.

Fonte: Polêmica Paraíba