Fale Conosco

O secretário de Comunicação do estado, Nonato Bandeira, que também acumula a função de “Ouvidor Geral”, recebeu muitas ligações de sábado à noite pra cá.

Quase sempre reclamações de quem não aguenta mais esperar a ração e pode chutar o pau da barraca a qualquer momento.

Falo daqueles pardais com biquinhos abertos. Como disse Djavan, “sabes lá o que é morrer de sede em frente ao mar…”.

Chove tanto lá fora e na horta da bajulagem remunerada nada, a não ser o miserê que a Prefeitura de João Pessoa distribui com os flagelados da mídia.

Também fiquei sabendo ontem que a secretária Livânia apresentou sua contra-argumentação e que o conselheiro Nominando poderá oferecer parecer favorável e em 15 dias a licitação acontecer, caso mantenha o edital.

Por falar em Nominando, ele ta entre a cruz e a espada. Se aliviar da bandeira demais e todo mundo vai dizer que há relações perigosas entre ele e o governo RC e como prova do arrego vão sacar do bisaco aquele contracheque (veja abaixo) do filho de sua secretária no TCE, Iana, que o governador fez anotações de punho dizendo ser “peixe” de Nominando e nomeou-o adivinhem pra onde?

Para uma assessoria especial na Secretaria de Administração. Só isso.

Como diria Raul Seixas: “Tá muita bandeira, ta bandeira demais meu Deus…”

Se eu fosse Nominando apelava para a decência e me declarava suspeito para emitir algum parecer a partir de agora neste episódio do edital da Secom. Se arrochar o nó vão dizer que ele quer mais, é insaciaével; se afrouxar deu muita bandeira.

Em tempo: se a licitação fosse hoje e o edital fosse interpretado ao pé da letra só Mix, Antares e Signo se classificariam, pois são as únicas com os tais 200 mil reais declarados no balanço de dezembro de 2010.