Fale Conosco

A Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC) suspendeu a autorização de operação da NHR Táxi Aéreo, após uma aeronave da empresa ser apreendida com mais de 750 quilos de cocaína na Paraíba durante uma operação realizada na cidade de Catolé do Rocha, no Sertão do estado. A Portaria foi assinada pelo gerente de Operações da Avião Geral, Bruno Diniz Del Bel.

A apreensão aconteceu no dia 9 de dezembro e quatro pessoas foram presas pela Polícia Militar ao serem flagradas com o carregamento de drogas na aeronave de prefixo PT-SGM, de propriedade da NHR Táxi Aéreo com sede em Sorocaba. A cocaína estava armazenada dentro de caixas de papelão. Após uma revista, foram detidos piloto, copiloto e outros dois suspeitos que estavam no avião.

No dia do ocorrido, a NHR afirmou que “não tem qualquer relação com a droga encontrada no interior de sua aeronave e não tinha ciência alguma de que transportava produtos ilícitos, sendo também uma vítima dos traficantes de droga”. Esse fato, no entanto, precisa ser apurado pela Polícia.

A decisão da ANAC foi divulgada na portaria de número 3.741, de 15 de dezembro, e entrou em vigor a partir da publicação no Diário Oficial da União (DOU) na sexta-feira (18). O documento suspende cautelar do Certificado de Operador Aéreo (COA), que autoriza a operação comercial da empresa, por prazo indeterminado.