Fale Conosco

A prefeita do Conde, Márcia Lucena(PSB), que é investigada pela Operação Calvário sob a suspeita de participar da organização criminosa que através de contratos com Organizaçõs Sociais como a Cruz Vermelha teria desviado recursos do estado da Paraíba e de municípios paraibanos ao longo da gestão do ex-governador Ricardo Coutinho, negou que tenha tentado reverter a decisão da Justiça que sequestrou seus bens.

Márcia teria tentado sem sucesso reverter a decisão do Desembargador Ricardo Vital sob o argumento de que ela estaria sendo prejudicada pelo bloqueio dos bens, dentre eles a conta na qual ela recebe o seu salário. “A impetrante, prefeita do município do Conde, é suspeita de formar, juntamente com outros agentes, organização criminosa voltada à prática de crimes contra a Administração Pública do Estado. Esses supostos delitos são objeto de profunda investigação criminal – intitulada “Operação Calvário” – de relatoria do eminente desembargador Ricardo Vital de Almeida, membro da Câmara Criminal do Tribunal de Justiça.”. afirmou o juiz João Batista Barbosa ao rejeitar o pedido da defesa de Márcia.