Fale Conosco

Por onde anda a CPI da Última Bala que agora mal se reúne uma vez por semana e já não consegue emplacar notícias negativas para travar o crescimento do nome do ex-prefeito Veneziano, pré-candidato assumido e anunciado do PMDB ao Palácio do Bispo?

De um gabinete em Brasília notinhas na mídia nacional são plantadas em colunas com sintonia fina com o ninho tucano.

E a partir delas a cadeia alimentar dos que rastejam por um trocadinho do CODECOM replica em sites, blogs e programas de rádio próximos ao traço de audiência viciada.

João Dantas, o eterno falso paladino, já não acorda mais a cidade com a sua verborragia e aos poucos o horário nobre da mídia televisiva vai mostrando as obras reais que o ex-prefeito executou e que o atual insiste em dizer que não existem, pois quando as gestões são comparadas Romero cai em desgosto e depressão e logo liga para o primo querendo desistir, como fez recentemente e foi demovido da covardia.

Até quando a dupla Romero & Rennan vai insistir em ocupar espaços nobres do noticiário com denuncismo sem provas, que nem o STF quer aceitar mais como denúncia e vive arquivando as tentativas desesperadas?

Se eu fosse Romero tirava o olho do retrovisor, parava de promover Veneziano e, finalmente, começava a administrar Campina, pois não consegue nem ocupar os dedos das mãos o pouco que ele fez até agora.

A não ser que Romero goste de ser chamado de “o prefeito sobejo”, numa referência ao fato de ele viver inaugurando e reinaugurando as obras que Veneziano fez.