Fale Conosco

A Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) proibiu nesta quinta-feira a comercialização de 123 planos de saúde oferecidos por 28 operadoras. Ao todo, esses planos atendem a 1,1 milhão de clientes. A medida vale a partir deste sábado e terá duração de três meses, quando a ANS voltará a avaliar as empresas.

Segundo a ANS, a suspensão ocorreu porque os planos desrespeitaram os prazos máximos para atendimento ou não justificaram a negativa em 48 horas. A decisão da agência se baseia nas reclamações feitas pelos clientes. Nesse último ciclo de avaliação, realizado de março a junho, a ANS registrou 13.009 queixas.

Entre as 28 operadoras, 22 já haviam tido os seus planos suspendidos no ciclo anterior de avaliação da ANS. Mas, como não apresentaram melhora no atendimento ao cliente, foram punidas novamente.

A ANS também anunciou que foram reativados 104 planos de 34 operadoras que tiveram a comercialização suspensa por uma decisão anterior da agência. Segundo o órgão, as empresas demonstraram uma melhora no atendimento a seus clientes nos últimos três meses.

Veja