Fale Conosco

O deputado federal André Amaral (PMDB/PB) participou, nesta sexta-feira, 20 de janeiro de 2017, na Estação Ciências, em João Pessoa, a convite do deputado federal Benjamin Maranhão (SD/PB),  de uma reunião do secretário especial de Agricultura Familiar e Desenvolvimento Agrário, Ricardo Ramos Roseno, com prefeitos paraibanos para discutir a importância e projetos de fomento para a agricultura familiar.

São mais de 20 políticas públicas desenvolvidas pela Secretária Especial de Agricultura Familiar e Desenvolvimento Agrário que possibilitam o desenvolvimento da agricultura nos municípios, uma excelente oportunidade para os prefeitos assegurarem o desenvolvimento econômico e social, garantindo melhores condições para os produtores rurais.

O deputado André Amaral além de atentar-se com a Transposição das Águas do Rio São Francisco, que irá resolver o problema da seca em nossa região, tem muita preocupação com os pequenos produtores. A Agricultura Familiar é fundamental para o desenvolvimento da Paraíba. “Os nossos prefeitos precisam estar a par do que pode ser feito para fomentar essa modalidade de produção responsável por boa parte dos alimentos que chegam às mesas dos paraibanos”, afirmou o parlamentar.

Segundo o parlamentar paraibano o principal gargalo para o desenvolvimento da agricultura familiar é a assistência técnica. Tanto os bancos do governo federal, que operam com o Pronaf, quanto as Ematers e as Secretarias não tem condição de prestar essa assistência a quase um milhão de famílias assisitidas. “Propus ao secretário Ricardo Ramos, que as cooperativas e as associações possam estar prestando essa assistência nos estados com o apoio do governo federal”.

André Amaral ressaltou. ainda, a necessidade de renegociar os débitos dos pequenos produtores. Mesmo o governo federal editando uma Medida Provisória para reduzir substancialmente a dívida, o saldo devedor está além das condições do beneficiados do programa que não estão conseguindo operar com os bancos oficiais. “Propus ao governo federal que o saldo fosse parcelado e que os produtores que estivessem negativados possam voltar a negociar com os bancos”. 

Na oportunidade o parlamentar convidou o secretário para conhecer as regiões de Sapé, Mari, Caldas Brandão e Riachão do Poço que são altamente produtivas.

Fonte: Assessoria