Fale Conosco

O deputado federal André Amaral (PMDB) afirmou em entrevista na manhã desta segunda-feira (27) à Rádio BandNews que pretende acionar a Polícia Federal e pedir investigação sobre as ameaças que tem recebido do prefeito Luiz Antônio, da cidade de Bayeux, na Região Metropolitana de João Pessoa.

Na última semana foi divulgado um áudio que seria de autoria do prefeito interino Luiz Antônio dando ordens aos funcionários da prefeitura que atuam na Secretaria de Comunicação para atacarem o deputado federal André Amaral. Luiz Antônio teria determinado que os servidores comissionados tinham que “descer o pau” no deputado.

“Vou hoje à Polícia Federal pedir para que isso seja investigado porque descer o pau tem várias maneiras. Pode descer o pau fisicamente como também verbalmente”, afirmou o deputado. Além deste caso, ele revelou que ficou sabendo de um bilhete também de autoria do prefeito determinando “que a perseguição política aconteça a todo custo, que o nosso posicionamento político saia caro”.

André Amaral considera que estas determinações e ameaças de Luiz Antônio são muito graves. “A nova política não permite isso de quem está ocupando um cargo público, de quem está em uma gestão municipal, ainda mais de forma interina. Não permite de forma alguma que a máquina seja usada dessa forma”, afirmou o deputado paraibano.

Ele explicou ainda que as ofensivas que partem do prefeito interino de Bayeux acontecem por conta de divergências no modo de pensar. Em Bayeux, André Amaral afirmou que tem “uma relação política, de dia-a-dia e pontuo em algumas coisas que acho serem importantes na gestão pública e acho que o prefeito sentiu-se incomodado porque nós temos algum tipo de posicionamento político que difere do dele”.

Fonte: Band News FM