Fale Conosco

A Secretária executiva da Casa Civil da Paraíba, Ana Cláudia Vital do Rêgo, falou sobre as especulações que giram em torno de seu nome para ser candidata em 2018, seja como vice do pré-candidato e Secretário de Governo, João Azevedo, bem como da disposição também de postular uma das 36 cadeiras na Assembleia Legislativa da Paraíba em 2018. Ela também comentou sobre como observa a vida partidária de sua sigla o PMDB no Estado.

Ela lembrou que após a reunião da executiva estadual do PMDB solicitada pelo deputado federal Veneziano Vital do Rêgo (PMDB), não houve mais reuniões. “Em termos de partido não temos nos reunido mais”, destacando ainda que encara as recentes visitas do senador José Maranhão a integrantes do grupo Cunha Lima como visitas institucionais. “Isso está dentro da atividade parlamentar, apenas não recebemos o convite para acompanha-lo, mas isso faz parte da agenda de um senador e que tivemos desencontros de agendas”, disse.

Ana esclarece ainda que a família Vital tem elos fortes e longínquos com o PMDB, apesar de recentemente Veneziano ter sofrido represálias por manter sua coerência na 1ª denúncia contra o presidente Michel Temer, defendendo que tudo fosse devidamente investigado. “Mas assim é Veneziano que votará novamente hoje em favor da investigação, pois quando existe um fato esse tem que ser apurado, para haver transparência pública nos atos dos gestores públicos. Afinal de contas quem não deve não teme. Então essa vai ser a postura coerente de Veneziano”, falou Ana.

Sobre as eleições de 2018, a peemedebista defende que se o partido manter sua candidatura ao Governo do Estado, vai apoiar a sigla, mas sem esquecer que existe uma aliança com o PSB, desde 2014, da qual tanto o senador Lira como o senador Maranhão integraram. “Então é preciso que haja uma discussão política, para se chegar a um consenso em 2018. Mas o PMDB tem sim excelentes nomes que podem pleitear o governo”, afirmou, destacando que seu nome que compõem o quadro do Governo do Estado, está à disposição e que pretende colaborar com para que o partido tenha mais uma vaga na ALPB. “Eu tenho colocado que tenho essa vontade de disputar uma das vagas na ALPB, mas que isso vai ser uma discussão de grupo, porque ninguém faz política sozinho”, finalizou.

 

Fonte: PBAgora