Fale Conosco

O vereador Renan Maracajá (PSDC), apontado como um dos mentores do esquema que fraudava merenda escolar em Campina Grande, retomará o mandato na Câmara na próxima segunda-feira (7). A informação foi confirmada pela presidente da Câmara Municipal de Campina Grande, Ivonete Ludgério (PSD).

Renan Maracajá chegou a ser preso no início da operação do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco), que ficou conhecida como Operação Famintos, mas conseguiu Habeas Corpus no último dia 19 de setembro e já está em liberdade.

Da redação