Fale Conosco

A caminhada do PMDB com PSB – aliados durante o segundo turno das eleições deste ano – parece mesmo que não vai sobreviver ao início da campanha municipal de 2016. É o que podemos entender das declarações do senador eleito e presidente estadual dos peemedebistas, José Maranhão, quando afirma que sua sigla poderá lançar candidatura própria à prefeitura da Capital nas próximas eleições, deixando para trás a atual união com os socialistas.

Nesta terça-feira (25), o líder do PMDB paraibano disse que o lançamento de candidatura própria para prefeitura da Capital é encarada com naturalidade pelo partido. “É natural que o PMDB pretenda ter candidato próprio. Isso pode acontecer, mas não descarto entendimento com os partidos em nível de segundo turno”, explicou o senador eleito.

A afirmação de José Maranhão desconstrói o discurso pregado pelos membros dos dois partidos de que a aliança dos peemedebistas com os socialistas seria uma união duradoura. Sabe-se nos bastidores da política que, assim como o PMDB, o PSB também deve reivindicar o direito de indicar um nome dos seus quadros para a disputa da Capital em 2016. Diante disso, a declaração de Maranhão só vem confirmar o quanto esta aliança é frágil.

BG