Fale Conosco

Reginaldo e Netinho foram eleitos pela mesma vontade de mudanças do povo de Santa Rita e quando chegaram ao poder, prefeito e vice protagonizaram uma briga de foice em um quarto escuro, disputa pelo cofre, e nenhum dos dois, que se alternam no comando, fez nada que prometeu.

Nas ruas, dependendo de quem caiu ou subiu, quem tem acesso ao pirão chora ou comemora. Nas casas, sem esperanças de dias melhores o povo lamenta o rumo da política na cidade.

Agora chegou a vez de Netinho comandar a máquina municipal e logo saberemos se os mesmos vereadores que loteavam a gestão Reginaldo também farão de cada secretaria um negócio.

É que a corrupção em Santa Rita anda tão banalizada que as pessoas discutem abertamente nos bares os negócios escusos gerados a partir da Prefeitura.

E o pior de tudo é que não há luz no fim do túnel e alternância de poder na cidade quer dizer apenas troca de gerente do balacubaco, como se a Prefeitura fosse uma banca do jogo do bicho ou um ponto do tráfico.

A safadeza, a fraude e a comilança de uma claque viciada em dinheiro público continuará a mesma.

De quem é a culpa? Do povo e do Poder Judiciário. Ambos compactuam com essa degradação, um elege e reelege e o outro deixa correr frouxo