Fale Conosco

O Padre Luiz Couto é respeitado em Brasília como um dos bons deputados federais do PT, mas quando se trata da Paraíba o petista enfrenta dificuldades profundas em afinar seu discurso.

Nas eleições para o governo do estado ficou contra seu partido, que tinha como candidato a vice de José Maranhão, o ex-deputado Rodrigo Soares. Agora, é contra Luciano Cartaxo, que representa o PT na disputa pela prefeitura de João Pessoa.

Elogios? Couto só tem elogios para o governador Ricardo Coutinho e seus aliados, mas o que esperar de um parlamentar que só se destaca fora da Paraíba?

Os olhos do Padre estão tão voltados para o Planalto Central que ele esqueceu que precisa ser querido pelo povo para se manter no mandato e as raras aparições dele costumam ser, pelo menos ultimamente, para criticar os colegas de partido.

Ora, até Zé Dirceu (aquele do mensalão) defende os petistas da Paraíba, mas Couto quer distância dos companheiros mede in PB.

Em Campina Grande o PT manteve a candidatura de Alexandre, ainda que alguns tenham tentado impedir, em João Pessoa Cartaxo conquistou o direito de disputar no voto e honestamente, por mais que se façam críticas a aliança com Agra, o PT da Paraíba está certo em ter candidatos próprios ou vai virar um partido de vices.

Protagonismo se faz com coragem de ganhar ou perder, já o Padre parece ter medo de competir…