Fale Conosco

Agora, só agora, a inteligência do governo “acha” que a ordem para queimar ônibus em Campina – e mais um foi queimado e as empresas estão recolhendo a frota a noite por precaução – partiu de dentro do Serrotão.

Incrível que a inteligência do governo por um momento tenha tido certeza de que a violência em Campina era fruto da mente de políticos e da imprensa, apenas boatos.

Mas, após novos fatos, apenas “ache” que a ordem para incendiar esteja sendo dada por presidiários. Será que a ordem não partiu de políticos e da imprensa?

Das duas, uma: ou esse governo não tem inteligência ou é inteligente até demais. Tão sabido que finge que não sabe que a violência capeia e o placar macabro avisa que mais de 580 homicídios já aconteceram na Paraíba só esse ano.

Esse governo só não é invisível e o governador inimputável. Toda vez que acontece um assalto, homicídio, sequestro ou cenas de vandalismo com ônibus incendiados, o cidadão logo vai lembrar que a culpa é da falta de uma eficiente política de segurança pública do governo.

Para quem prometeu acabar com a violência em seis meses, e já governa há exatos quatro anos, quatro meses e dezesseis dias, o governador Ricardo Coutinho vai repassar para quem dessa vez, uma missão que é só sua?