Fale Conosco

EXCLUSIVO – Dos seis vereadores que votaram ontem contra o novo Código Tributário, uma teve periculosidade e articulou nos bastidores o clima de confronto para transformar a Câmara de Patos numa praça de guerra e quase conseguiu.

A vereadora Nadir Rodrigues foi além de sua função como legisladora e, mesmo sabendo que a matéria era inconstitucional, segundo parecer do procurador daquele poder, foi às últimas consequências e, pelo que vamos revelar a seguir, teria que ser convocada pelo Conselho de Ética por quebra de decoro.

Uma fonte que não vou revelar o nome nem na frente de um juiz, pois o sigilo da fonte é assegurado pela Constituição, vinha acompanhando os passos da vereadora Nadir desde a última semana e ficou estarrecida quando descobriu o que ela estava armando para emparedar a soberania do Legislativo com truculência.

Alguns fatos que me foram relatados vou manter em off para não revelar a fonte ou, para no momento adequado, apresentá-los a Justiça, mas parte do que vou revelar agora desmascara o destempero de Nadir e os bastidores das 24 horas que antecederam a votação do Código Tributário.

Abaixo o diálogo de Nadir com um interlocutor que atende pelo nome de Anderson e que teria a incumbência de mobilizar máquinas pesadas de construtoras para fecharem o trânsito em frente à Câmara, o que revela que ela fez o lobby não do povo, mas de setores da construção civil que insistem na sonegação de impostos.

 

 Dércio Alcântara