Fale Conosco

Para chamar a atenção e pedir o apoio da população para a aprovação da PEC 190, os servidores do Judiciário paraibano estarão paralisando as atividades por uma hora na próxima quarta-feira, 13, dia em que será realizada em todo o país a Mobilização pela PEC 190 – o estatuto dos servidores do Judiciário. 

Nas Comarcas de 3ª Entrância, que incluem João Pessoa, Campina Grande, Cabedelo, Bayeux e Santa Rita, a paralisação será das 14h às 15h e nas demais Comarcas, as atividades serão paralisadas entre as 9h e 10h, conforme o horário de funcionamento de cada uma delas. 

A paralisação de apenas uma hora foi definida na semana passada, durante assembleia convocada pela ASTAJ (Associação dos Técnicos, Auxiliares e Analistas Judiciários do Estado da Paraíba) e além de paralisação das atividades por uma hora, os diretores da associação estarão durante todo o dia, na frente dos prédios dos fóruns, informando à população, através de carro de som e distribuição de panfletos, os motivos da paralisação. 

Representantes dos servidores também estarão em Brasília para solicitar dos deputados federais que coloquem a PEC 190 na pauta de votação, informou o presidente da ASTAJ, Celso Batista. A mobilização conta com o apoio da Fenajud (Federação Nacional dos Servidores do Judiciário nos Estados) e será realizada em todos os Estados, inclusive em alguns deles os servidores decidiram pelo dia inteiro de paralisação. 

A suspensão das atividades por apenas uma hora, explica, será uma forma de chamar a atenção – e também buscar o apoio – da população que, segundo Celso, não pode ser prejudicada, uma vez que muitas audiências estavam agendadas previamente e a suspensão das atividades acabaria trazendo prejuízos. 

“Por uma Justiça igualitária” é o que defendem os servidores do Judiciário para pedir a aprovação da PEC 190, que tem como propostas a realização de concurso público, a democratização do Judiciário, a padronização dos salários e a preservação da saúde dos trabalhadores. Os servidores são o elo fundamental entre a população e a Justiça, realizando o atendimento, movimentando os processos e realizando os atos que visam à solução dos conflitos submetidos à Justiça. A PEC 190 é o instrumento capaz de produzir uma nova realidade na prestação dos serviços jurisdicionais para a população, finaliza.