Fale Conosco

Além de um sistema de saúde em colapso por causa do elevado número de casos de infecções pelo novo coronavírus, o Amazonas sofre agora com o sumiço de 60 mil vacinas contra a doença. Os municípios do Estado receberam 282.320 vacinas, porém apenas 221.593 mil foram distribuídas. A informação foi publicada pelo telejornal JAM 2 edição.

Além do desparecimento de vacinas, Manaus precisou receber tubos de oxigênio da Venezuela e de outros estados brasileiros devido à falta desse elemento químico em unidades de saúde do município. O desabastecimento deste insumo levou o Tribunal de Contas da União (TCU) a abrir uma investigação contra o ministério da Saúde, comandado pelo general Eduardo Pazuello.

Até os militares, uma das principais categorias associadas ao bolsonarismo, cobram do ministro mais atuação em cidades do Amazonas e do Pará.

A Advocacia-Geral da União (AGU) enviou um ofício à Corte informando que o governo federal sabia do iminente colapso do sistema de saúde no Amazonas 10 dias antes da crise.