Fale Conosco

Termina neste sábado o prazo para iniciar a imunização contra a Covid-19 em todos os 220 territórios no mundo. A meta da Organização Mundial de Saúde (OMS) para 2021 era começar a administração do imunizante em todos nos primeiros 100 dias do ano. Porém, em 14 países ainda não há definição de quando serão iniciadas as campanhas para vacinação contra a Covid-19.

Em entrevista coletiva, o diretor-geral da OMS, Tedros Adhanom Ghebreyesus, declarou que “alguns deles não solicitaram vacinas, outros ainda não estão prontos e outros planejam começar nas próximas semanas ou meses”. A desigualdade aumenta, entre tantos problemas, devido a escassez de doses, atraso nas remessas e falta de acordo por parte dos governantes.

Tedros anunciou que a organização, junto com outros parceiros, está “trabalhando em várias opções para acelerar a produção e o fornecimento”. A meta de distribuir 100 milhões de doses por meio do programa Covax, iniciativa liderada pela OMS, pelas Nações Unidas e pela Aliança Global de Vacinas (GAVI) para garantir o acesso à vacina a países em desenvolvimento também não foi atingida.

O diretor-geral detalhou, ainda, que 194 países e economias já iniciaram a vacinação e outros 12 começarão em breve e que a vacinação ainda é muito desigual no mundo. Dos 700 milhões de doses administradas no planeta até hoje, 87% foram em países mais ricos e apenas 0,2% foram para os países mais pobres, classificando a disparidade como um “desequilíbrio escandaloso”.